7 dicas sobre óleo do motor!

Sempre que compramos um carro, sendo de leilão ou não devemos ficar atentos aos níveis de óleo e saber interpretar quando é a hora certa de trocar o fluido do nosso motor. Com as dicas que vamos passar agora, você deve ficar atento para que não deixe o problema aumentar.

1 – Troca

Como já falamos em dicas anteriores, o ideal é sempre trocar conforme o fabricante. Você pode encontrar no manual do proprietário, lá vai dizer quando deve trocar e qual a especificação do óleo.

2 – Completar o nível

Verifique sempre o nível do óleo, se estiver muito baixo a queima de combustível não será ideal, o que faz com que o motor possa perder potência. Com o uso do carro, o nível vai abaixando, pois o óleo é consumido pelo motor, então geralmente a cada mil quilômetro rodado verifique os níveis. Não tem problema colocar óleo novo, misturado no óleo antigo do motor, o ideal é que fique no nível indicado.

3 – Local

O local de troca ideal é a oficina mecânica, esqueça os postos de gasolina, frentistas desatentos podem deixar alguma peça solta e ocasionar um problema maior. É rápido e fácil a troca, e com um mecânico experiente o tempo de troca é cerca de 10 minutos.

Quer vender seu carro de leilão? É fácil, é Grátis!!

Anuncie agora em nosso portal de veículos www.meucarrodeleilao.com.br

4 – Temperaturas do motor

Sempre que for trocar o óleo prefira quando o motor está quente, assim a viscosidade do óleo aumenta e consequentemente facilita seu escoamento para fora do motor.

5 – Filtro

Sempre que trocar o óleo troque o filtro também, ninguém quer impurezas dentro do motor.

6 – Óleo preto

A velha historia de que se o óleo está preto esta velho é mentira, ele só está preto porque esta lubrificando corretamente o motor. O que é mesmo importante são os prazos de troca de óleo dentro do comunicado pelo manual do proprietário.

7 – Óleo velho

Sim, o óleo também envelhece, mesmo que se você não alcança a quilometragem exigida para troca, é necessário mudar, pois com o tempo o óleo perde a viscosidade e pode virar como se fosse uma gelatina, ele fica duro e não faz a lubrificação correta, geralmente os fabricantes dizem que a troca deve ser feita a cada 6 meses ou a quilometragem indicada.